Links da semana

james-rodriguez-daniela-ospina-feia-espanha-fotos1

1. FEIA?

Começando pelo post do Starving, essa semana vi várias fotos e comentários no Instagram sobre a mulher do jogador James Rodriguez, um monte deles falando que ela era feia? Gente onde essa mulher é feia? Só porque ela não segue o padrão mulher de jogador de futebol (maria chuteiras), ela é feia? As meninas do Starving fizeram um post super legal sobre o assunto.

DSC_2460editedcopy

2. COLOR SPLASH

Adoro o estilo da Allison, ela é plus size, mas nem por isso não se arrisca na moda, ela usa combinações maravilhosas. Esse look é apaixonante, as cores mesmo contrastando tão fortes entre si, funcionaram muito bem no geral.

chay-suede3

3. Por que tão hypado, Chay Suede?

Acho que as brasileiras tem uma nova obsessão e ela atende pelo nome de Chay Suede, em tudo quanto é lugar só se fala dele, até amigas que nem assistem novela, só falam sobre ele e aquele olhar de se jogar no chão, mas não vamos esquecer a atuação do cara, que é maravilhosa. O F-utilidades fez um post tentando explicar esse amor louco que aparaceu na gente logo no primeiro capítulo da novela, e já vamos começar a campanha #VoltaChay?

receitas_da_lu

4. Aprenda a fazer brigadeiro de Leite Ninho

Gordice em níveis estratosféricos que fiquei morrendo de vontade de experimentar.

 

5.

Ouvi essa música na rádio iTunes várias vezes antes de descobrir que estava na trilha sonora de A Culpa é das Estrelas, não sei onde  a música entra no filme, mas dei uma viciada. É da Charli XCX, que canta com a Iggy Azalea em Fancy, outra música que não sai da minha playlist.

 

Fotos: Reprodução

Anúncios

Dica de filme: A Culpa é das Estrelas

Está em todas as propagandas na internet, nos apps dos celulares, televisão, e isso só o cartaz do filme. O livro, quase impossível entrar no metrô e alguém não estar lendo o livro da capa azul. A Culpa é das Estrelas, do escritor John Green, e com os atores Shailene Woodley e Ansel Elgort, com um sorriso destruidor de corações, pode até parecer clichê assistir ou ler agora que está completamente na moda, mas de uma chance, acho que você não vai se arrepender.

Assisti semana passada o filme e amei, chorei o filme todo, solucei, assim como a sala inteira do cinema. Li o livro de uma vez, não conseguia largar, quase passando vergonha porque estava chorando em público. O resumo do filme e do livro:

“Diagnosticada com câncer, a adolescente Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, ela é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio cristão. Lá, conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que também sofre com câncer. Os dois possuem visões muito diferentes de suas doenças: Hazel preocupa-se apenas com a dor que poderá causar aos outros, já Augustus sonha em deixar a sua própria marca no mundo. Apesar das diferenças, eles se apaixonam. Juntos, atravessam os principais conflitos da adolescência e do primeiro amor, enquanto lutam para se manter otimistas e fortes um para o outro”

Para qualquer pessoa que tenha vivido próximo alguém que teve um câncer, e outras doenças terminais, vai reconhecer muitos momentos do filme que são iguais aos da vida real. Uma história linda, com muita tristeza, mas com um amor digno das estrelas.

Então leia o livro e assista o filme, ok?