Têxtil e Moda na USP

têxtil e moda na usp

Estou devendo esse post faz muito tempo, nesses (quase) quatro anos de graduação na USP, muita gente me pergunta sobre meu curso, vamos explicar direito. Estou no último semestre no curso de Bacharelado em Têxtil e Moda, entrei em 2012 e vou me formar agora no final do ano. O curso tem a duração de 4 anos, e é um curso matutino

O curso é oferecido no campus EACH – Escola de Artes, Ciências e Humanidades, USP Leste. Tem a estação da CPTM USP Leste que é praticamente dentro do campus, existem duas saídas na estação, uma para o bairro, Ermelino Matarazzo, e outra para o campus. Para quem vai de carro, na Rodovia Ayrton Senna tem um acesso, o endereço da universidade é Av. Arlindo Béttio, 1000 Ermelino Matarazzo.

Pelo site do guia do estudante esse é o curso:

O curso está organizado em três grandes pilares: tecnologia de material e de produção; gestão; e design e moda. São ministradas matérias básicas, como matemática, química e física, disciplinas específicas da área e outras voltadas para aspectos culturais e de negócios. Entre as específicas, o aluno estuda desenvolvimento de produtos têxteis, materiais, fibras e fios sintéticos. Já nas voltadas para fundamentos culturais há disciplinas como história da moda, sociologia da moda e antropologia. Na área de negócios, são ministradas aulas de gestão de produto, estatísticas e tendências, marketing têxtil, logística e economia. O estágio e o trabalho de conclusão do curso são obrigatórios.

Mas isso é a verdade? Em certos termos sim, o curso é segmentado nos três pilares, indústria, criação e gestão. Vemos a cadeia toda, do processo de obtenção das fibras, à produção do fio e do tecido, ao beneficiamento, ao processo criativo de coleções, chegando a confecção do produto. E tudo que possa imaginar nesse caminho, entretanto por ser muito abrangente, para mim, faltou foco em algumas áreas que são mais exigidas no mercado, e outras que não são tão relevantes, foram muito aprofundadas.

Têxtil

Temos matérias de têxtil como:

  • Fundamentos de Indústria Têxtil, basicamente como a indústria é segmentado, o maquinário envolvido, os processos
  • Fibras Têxteis, os principais tipos de fibras usadas para confecção de tecidos
  • Beneficiamento, quais os processos químicos têxteis usadas para tingimento, toque, os acabamentos do tecido
  • Tecelagem/Malharia, como os tecidos são formados, os tecidos planos feitos na tecelagem, e as malhas na malharia
Criação

Algumas matérias de design:

  • Processo Criativo e Metodologia de Projeto de Têxtil e Moda, como criar uma coleção através de pesquisas do público alvo, entender como funciona os desejos desse público
  • Modelagem e Moulage, criação de peças na modelagem plana, explicando de maneira bem básica, aqueles moldes que vem nas revistas, e a moulage que é a construção 3D no manequim de peças, você vai moldando o tecido de acordo com o corpo
  • História da Moda/Sociologia da Moda, entender a história, os conceitos, porque usamos determinada peça, cor
  • Design de Acessórios de Têxtil e Moda/Projeto de Coleção
  • Tecnologia do Desenho Aplicado no Projeto de Têxtil e Moda, ilustrações de observação, movimentos, sombras.
  • Design de Superfície de Têxtil e Moda, desenvolvimento de estampas

Para o lado da gestão, as matérias são mais gerais, englobam mais sobre as matérias em geral, entendendo suas definições, do que focadas totalmente na moda:

  • Gestão Empresarial
  • Economia e Mercado Têxtil
  • Marketing Têxtil

Além de algumas matérias optativas que você escolhe fazer, como Moda e Mídia, Experimentos em Moulage e Modelagem Plana, Desenho e Ilustração de Têxtil e Moda, Introdução ao Figurino, e várias outras, que podem ser oferecidas, ou não, ao longo da graduação.

O curso da USP é relativamente novo, começou apenas em 2005, e desde então já foi reestruturado algumas vezes, para se adaptar aos alunos, ao mercado. Falando em mercado, algumas empresas ainda nem sabem que o curso existe, por ser um curso matinal, é um pouco difícil conseguir estágio, não impossível, muitas das empresas funcionam das 8h às 17h.

A USP favorece o lado acadêmico, é claro, somos incentivados a fazer pesquisas, iniciação científica,  a universidade possui convênio com outras universidades estrangeiras, sendo possível fazer intercâmbios.  A maioria dos trabalhos serão mais para o lado acadêmico, claro que alguns práticos, mas como eu disse, a universidade valoriza muito esse lado, tendo benefícios para os alunos que participam ativamente desse lado.

Prático

Quanto aos trabalhos práticos, os professores de Têxtil e Moda, ensinam um método criativo mais conceitual, serão poucos as criações comerciais, o que mais será criado serão os amados/odiados “abrigos”, projetos conceituais de acordo com diversos temas, com diferentes materiais, usos, funções, você criará um abrigo para o pé, de metal, com o tema de sonhos e devaneios, e de algum jeito, terá sentido. Quanto ao lado comercial, senti falta de algumas coisas que o mercado exige, como saber usar alguns programas de computador, como Photoshop e Illustrator.

Sendo sincera, se você quer trabalhar com jornalismo de moda, faça jornalismo e leve sua graduação para o lado da moda, as faculdades de jornalismo tem optativas de jornalismo de moda, você pode conversar com seus professores para seus trabalhos tenham temas de moda. Se quiser ser designer, trabalhar com criação totalmente, na minha opinião pessoal, não querendo ofender ninguém, nem depreciar nada, prefira um curso de design de moda, que vão te guiar melhor para criação. Talvez se você for mais focado, terá melhores oportunidades na sua área.

Mas se você for como eu, que não tinha certeza absoluta do que queria, apenas que era moda, e que não tinha muitos meios financeiros para fazer uma faculdade particular, o curso de Têxtil e Moda vai te ajudar a se encontrar, talvez sim, talvez não, talvez você comece a ver esse mundo de perto e queira correr pra longe dele, afinal de glamour, esse mundo da moda tem quase nada, você vai ter que trabalhar muito, vai se dar com muita cara na porta infelizmente, vai conhecer gente que vai te enlouquecer e te decepcionar, mas também vai conhecer gente muito boa, que não tem medo de arregaçar as mangas e trabalhar, que entendem de Chanel e mercado de luxo, mas que sabem que o que faz o mundo girar (e dar dinheiro), são as lojas do grande público, e não tem preconceito, sabem que moda é moda em qualquer lugar.

Se você aguentou até aqui, as inscrições da FUVEST 2016 já começaram, talvez eu tenha te convencido a fazer Têxtil e Moda e você está mais certa do que nunca, talvez eu tenha despedaçado todos seus sonhos e você me odeia agora. Se você já está pensando em fazer moda, parabéns, você já corajosa, já ouvi que eu era sortuda por poder estudar/fazer o que eu gosto, você também é. Não me deixe fazer você desistir do que quer, só porque eu falei/escrevi algo que você não gostou, não significa que isso seja a verdade absoluta. Escrevi aqui sobre a minha opinião, sobre como eu vi minha graduação, você pode fazer o mesmo curso e ver de uma forma completamente diferente.

Se você não sabe/gosta de desenhar, não se preocupe, nem todo mundo é estilista nesse ramo, não sabe costurar, não se preocupe, nem todo mundo é costureira. Existem diversas profissões na moda, do têxtil, à criação, à gestão, você vai encontrar algo que gosta, e não vai nem lembrar que eu despedacei seus sonhos. Porque se tem algo que aprendi nesses (quase) quatro anos de universidade, é que você tem que aprender a se reinventar, sabe aquela história de levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima? A vida é bem assim, e Têxtil e Moda na USP não é nada diferente, passei por greves, contaminações ambientais, interdições judiciais, trabalhos malucos, pessoas ainda mais malucas, e estou aqui, firme e forte, quase chegando na linha de chegada.

Se ficarem com alguma dúvida, podem comentar aqui, na página do blog no Facebook (Curte lá), vou adorar ajudar!

 

PS: Me ajudem a me formar! Meu TCC, e da Rafaela, é sobre a influência dos blogs no consumo, tendo o Garotas Estúpidas como estudo de caso, se você for leitora do GE, pode responder nossa pesquisa? É rapidinho e vai nos ajudar muito! O link é esse http://goo.gl/forms/pJRkfjmD8N

Beijos,

Amanda.

Curtinhas

Curtinhas entrando no lugar dos links da semana, essa semana voltaram minhas aulas, e parece que estou num fuso horário diferente, fiquei muito cansada e acabei nem vendo muita coisa na internet nos últimos dias, aí não lembrei de nada que chamou a atenção mesmo. Como achei que tem mais curtinhas legais, e o blog é meu, adiei os links para outro dia.

Começando com o mais chocante, se você não viu ainda, não sei como, a HBO liberou um trailer do “On the Run Tour: Beyoncé e Jay Z”, que vai ser transmitido pelo canal dia 20 de setembro. O show vai ser gravado em Paris, e depois vai dar um gostinho para o resto do mundo que está sofrendo em não poder ver ao vivo essa loucura. No trailer Beyoncé canta Bang Bang, música que eu amo, para Jay-Z, o trailer está arrepiante.

000-sol-da-meia-noite

Ótima notícia para a moda brasileira, Alice Ferraz, Fhits, criou o projeto Brasil e o Sol da Meia Noite. Nesse projeto, 12 marcas brasileiras foram escolhidas para serem apresentadas e vendidas em uma loja pop-up de verão em Estolcomo, na Suécia, fazendo um intercâmbio entre as marcas brasileiras e suecas. Esse mesmo projeto aconteceu em Londres em 2012, e foi um sucesso. As marcas escolhidas são  Carla Amorim, Cecilia Prado, Debora Mangabeira, Dois Elles, Dudalina, Fit , Granado,  Julie Chermann,  Pat Pat’s, Riachuelo, Tigresse e Triya, ainda vão participar outras marcas suecas. Fora que a Vogue Brasil embarcou nessa viagem, e vai fazer um editorial exclusivo com as peças dessas marcas, tanto as brasileiras, tanto as suecas. E para quem quer ver a seleção dos produtos, e também quer comprar essas peças, o Walmart.com fez uma loja virtual com as peças.

Mario-Testino-ganha-exposição-no-MAB-da-Faap-4

Mario Testino desembarca em São Paulo essa semana, o super fotógrafo traz a exposição “In Your Face”, com parceria com a Burberry, Christopher Bailey vem para a abertura, são 122 fotografias selecionadas por ele, dentre as muitas que fez durante sua carreira. Entre as fotos, estão as mais fashions, quanto seus famosos retratos de celebridades e personalidades da nossa atualidade. A exposição será no Museu de Arte Brasileira da FAAP, de 29 de agosto a 12 de outubro.

colecao-starving-tracta-maquiagem-sombra-orion-hydra-batom-andromeda

Para quem, assim como eu, estava querendo muito um substituto mais acessível do Flat Out Fabulous da MAC, as meninas do Starving nos salvaram. O novo batom do blog com a Tracta, o Andrômeda, é um pink com um fundo roxo azulado maravilhoso. A cor é muito parecida com o Flat Out Fabulous, a Mandy fez a comparação na boca, e nem dá para ver muita diferença. Destaque também para a sombra Hydra e Orion, funcionam como pigmento, e tem um brilho lindo. Todos os produtos estão a venda no site da Tracta, só clicar nos nomes das cores. Desejando já!

 

Fotos: Reprodução

Elie Saab e sua belissíma Alta Costura

Se tem um desfile que mais espero na Couture, é Elie Saab. O estilista libanês faz Alta Costura de gente grande, é sempre o mesmo, sim, mas quando seu trabalho é de chorar de impecável, continue assim. Podem até falar que já pegaram bode de bordados, mas Elie Saab está inúmeros níveis acima. Nessa semana de Alta Costura 2014 Outono, o estilista trouxe looks românticos, dramáticos, nada básicos, carregados de paetês, canutilhos e pérolas tahitianas, por ele não brinca em serviço. Elie Saab 1 Começando por um modelo diferente, achei maravilhoso esse bordado/renda por baixo de um tecido mais estruturado. Eu amo esse tipo de decote do primeiro vestido, é super elegante, a cor está linda. O segundo, mesmo com essa cor clara, tem um drama maravilhoso, esse bordado por baixo, um pouco aparecendo, um pouco escondido. A renda desse vestido preto, o que dizer, além de suspirar? Elie Saab 2 Mas mesmo fazendo o mesmo, o estilista sempre traz alguma coisa diferente. O shape diferente dos vestidos lá de cima, e esses listrados, os bordados foram seccionados. Esses dois primeiros são amor a primeira vista, o listrado parece alongar o corpo. Elie Saab 3 E como infelizmente a vida não é feita só para longos, os curtos. Mas que também estão de morrer. O primeiro vestido degradê, ali em cima, é maravilhoso em vídeo, o movimento, o brilho, é impecável como todo Elie Saab, alguma mocinha celebridade, por favor, use esse vestido!!. No azul e nude de cima, e no preto de baixo, as pérolas tahitianas derem um efeito lindo para o bordado, como são grandes, são bem mais visíveis.

Elie Saab 4

E se não é só para os longos, os bordados também são colocados de lados de vez em quando. Mas o estilista arrasa nas estampas, desde a temporada passada, com os brancos com estampas florais. Esses dois primeiros vestidos, com tecidos mais estruturados, mas nem por isso menos leves ao mesmo tempo, a estampa ajuda muito para essa leveza. Nos de baixo, é fluidez  total, o degradê vermelho é apaixonante.

Elie Saab 5O bordado espaçado, só de um lado, desse primeiro vestido, sai do habitual dos mega bordados. Mesmo nessas cores escuras, os vestidos tem muita fluidez. Esses vestido vermelho, com a estola de pele, é de morrer, dramática, belo, tapete vermelho, assim como vários outros. Elie Saab 6Mas pensou em Elie Saab, pensou em bordados e tons pastel, tons de azul bebê, rosa salmão, bege. Nesses vestidos o estilista acerta de mão cheia, seja modelos com saias volumosas, outras mais secas, decotados, fechados no pescoço e com manga comprida. É leve, é etéreo, é lindo. Elie Saab 7Guardando o melhor para o final, se alguém quiser me dar um presentinho, lembrancinha mesmo, o primeiro vestido azul ali em cima, está ótimo. É nesses bordados que devem pesar muito, que a gente suspira, você vê o trabalho perfeito, cuidadoso que é a Alta Costura, não é um simples bordado, não que bordado seja simples, mas é diferente, tudo é milimetricamente calculado. As pérolas foram o grande destaque do desfile, segundo a crítica especializada. Esse segundo vestido de cima, é aberto nas costas, é de morrer de tão belo. Elie Saab 8Se alguém está por aí ainda, que o post é longo, mas é belo, suspira nos detalhes. É no zoom que a gente percebe a riqueza dos detalhes, a mistura da renda, o tule italiano, as pérolas, tudo é muito pensado, além de bem executado, é Alta Costura em toda sua glória. Vale a pena ver o vídeo do desfile, ver o movimento e o brilho dos tecidos já é maravilhoso em vídeo. http://www.youtube.com/watch?v=8zKs1ZZZYD0

 

Fotos: Style.com

Babados na Couture

Kim Couture

Antes do post sobre a Couture Week, o que a gente gosta mesmo é dos babados. Começando por ela, a maravilhosa Kim Kardashian West, digam o que quiserem, a mulher chegou lá minha gente, primeira fila na Valentino (com os boobies de fora, mas abafa), está no Balmain Army, tira foto com todo mundo. Destaque para Kendall, estava linda na Chanel.

10411283_784526804902259_2486201490358531123_n

Gente quero ser amiga da Jennifer Lawrence pra ontem! A menina é bonita, talentosa, engraçada e enfia a mão na cara da amiga em pleno Dior Couture. A gente sabe que é brincadeira, Emma Watson até parece que sabe que Jennifer vai aprontar com ela, esse sorriso desconfortável já imaginava.

Conchita Gaultier

Para fechar seu desfile de alta-costura, Jean Paul Gaultier trouxe Conchita Wurst, com um vestido preto de tule com detalhes em vermelho mais luvas, e véu nos cabelos. Conchita é uma drag queen austríaca, que ganhou o concurso Eurovision, com um vestido criado por ela mesma. O desfile foi encerrado com a canção “Rise Like a Phoenix”, de Conchita, que deu sua vitória no concurso. Gaultier é conhecido por trazer pessoas diferentes em seus desfiles, e acertou lindamente com Conchita.

 

Fotos: Reprodução

Curtinhas

Gisele

Só dá Gisele, segundo a Forbes, Gisele Bündchen é a modelo mais poderosa do mundo. E a mais bem paga, só nos últimos meses, Gisele arrecadou cerca de 47 milhões de dólares, coisa pouca né? E como não bastasse, Gisele estrela super campanhas do inverno 2015. Glamurosa na Pucci,mostrando que só batendo aquele cabelo, já faz A foto. Boho na Isabel Marant e irreconhecível na Balenciaga, o não-cabelo, os espelhos quebrados, Gisele não erra. Fora a  Stuart Weitzman, marca de sapatos, a campanha da Colcci, e o novo rosto do Chanel Nº5, Gisele não dorme no ponto, e quem dúvida que vai faturar muito mais ano que vem?

MOURNINGMET14

Já saiu o tema da próxima exposição do Anna Wintour Costume Institute, no MET. Essa vai ser a primeira exposição de inverno, começa no fim de outubro, e vai até fevereiro. O tema, um pouco diferente, a moda do luto – o luto como código fashion no século XIX até o início do século XX. Mórbido ou não, é Anna Wintour, não tem como não ser um trabalho impecável.

animale040706

Saí Priscilla Darolt, entra Vitorino Campos na Animale. O estilista baiano, que tem se destacado cada vez mais nas última temporadas por uma trabalho muito do bem feito, estreia no desfile da Animale coleção inverno 2015, no SPFW. O estilista vai trabalhar lado a lado com Beth Nabuco, diretora criativa da Animale, para transferir o que é apresentado na passarela para a coleção comercial da marca. Com a entrada de Vitorino, a marca coloca em prática sua internacionalização, pretendendo abrir lojas fora do país em um ano e meio. Priscilla Darolt saiu da marca, após ser convidada a assumir a direção geral de estilo da Sacada.

 

Fotos: Reprodução

 

Calça de couro

Calça de couro

Se tem uma peça que tira qualquer look do tédio é calça de couro, agora com o inverno, embora em São Paulo pareça uma realidade distante, a calça é uma ótima opção para o jeans, leggings e meia calça. É uma peça, que dependendo do que com é combinada, dá para usar tanto de dia, quanto para sair a noite. Como a modelagem é bem justa, não é todo lugar que dá para usar, para tirar a vibe sexy da calça, o melhor é usar com tênis, botas baixas, e blusas que cubram um pouco o quadril.

Couro e tênis

Para usar durante o dia, acho que o all star branco é o que melhor combina. Saí do óbvio do salto alto com a calça de couro, e fica confortável. Em todos os looks, as combinações são super básicas, uma camiseta, casaco e bolsa, acho essa a melhor maneira de usar a calça de couro durante o dia.

Couro e bota

Agora com o inverno, que nos últimos dias parece ter esquecido São Paulo, calça de couro e bota, é a combinação, para o dia, as de salto baixo, médio, ou grosso, cut out boots ficam ótimas. E para a noite, salto alto, quando quiser uma pegada mais sensual. Para quem tem perna fina, as botas over the knee ficam lindas com esse tipo de calça. Aqui os looks seguem a mesma ideia, são super básicos, o primeiro com a camisa branca, funciona para vários lugares. O look do meio, com o blazer camelo, o suéter cinza e a camisa por baixo, ficaram elegantes juntos, dependendo de onde você trabalha, acho que seria completamente usável.

Couro e scarpin

Mas se tem um acessório que nasceu para ser usado com calça de couro, é o scarpin, combina muito bem, para vários tipos de corpo. Tanto com camiseta, tricot, camisa, todos funcionam. Esses looks ficam ótimos para a noite, de um jantar com o namorado, a uma festa. O primeiro look com o tricot e a camisa/parka militar, até encara um trabalho informal. A dica de usar o scarpin, é que com o pé aparecendo, a perna fica alongada, parecendo maior.

Famosas

 

A maravilhosa Rosie Huntington-Whiteley (que só olhando no google para escrever certo) ama uma calça de couro, usa lindamente, looks básicos fáceis de copiar na vida real. Olivia Palermo e seu agora marido-magya, usando uma cor diferente, mas que funciona muito bem com o couro. Falando em cores, acho que, sem ser preto, o melhor são as escuras, vinho, verde escuro, ficam mais bonitas no corpo. E Miranda Kerr, elegante como sempre,sem grandes extravagâncias, mas perfeita.

Várias lojas tem suas versões, desde as de couro fake, na Renner, Zara, como as de couro de verdade, que são mais caras, mas bem cuidadas, duram bastante, como na Animale e Ellus.

ross-in-leather-pants_2380549_GIFSoup.com

Só por favor, ninguém fazendo como o Ross heins?!

Fotos: Pinterest

 

Estampa de abacaxi

Minhas nova obsessão fashion são os abacaxis, comprei uma camiseta cheia de abacaxis e quero usar toda hora!! Talvez porque toda vez que uso alguém elogia, só sei que a coitada está quase andando sozinha.

Abacaxi 2

Mesmo com essa cara de verão, acho que ainda está fácil de usar essa estampa, principalmente por causa da Copa, o abacaxi tem toda essa brasilidade, que junto com uma vibe fashionista, o look não fica tão caricato, a combinação de verde e amarelo é manjada, mas acho lindo alguns tons dessas cores juntas.

Em camisetas, saias, calças, vestidos, da desenho bem pequeno ao um só abacaxi tomando toda a peça, existem várias opções. Eu prefiro usar com outra peça de cor neutra, para dar total foco para a estampa, mas para quem gosta de misturar, funciona muito bem a mistura de estampas, com uma cor combinando entre elas.

Abacaxi 1

A coleção da Farm para a Adidas, tinha essa estampa maravilhosa de abacaxi com flores, no fundo azul, que era apaixonante. Tinham tênis, camisetas, shorts, mas essa jaqueta da foto é de enlouquecer ( menina que já vi no metrô umas duas vezes usando essa jaqueta, te acho linda!). Claro que a coleção esgotou no mundo inteiro, mas para sempre presente na nossa memória fashion. Para esses dias frios, a calça estampada ficou linda com a moletom branco, moletom esse com um shape diferente do habitual, bem mais bonito.

A minha camiseta é da coleção Torcida Fashion para a a Riachuelo, acho que ainda é possível encontrar em algumas lojas, mas em outras lojas acredito que existem algumas opções. Para quem gosta do Bom Retiro, a um tempo atrás vi algumas roupas lindas com abacaxis.

Fotos: Pinterest, Blog da Thássia, Reprodução.